Navarra proibirá a circulação de veículos pesados no porto de Belate a partir de 4 de junho
Maio 14, 2018
Tráfego Condicionado – Navarra e Guipúscoa
Maio 16, 2018
Mostrar tudo

• O novo regime de acesso ao setor elaborado pelo Ministério do Fomento poderá contemplar este requisito para não perturbar a atual estrutura empresarial do setor.
• O novo regulamento entrará em vigor em 1º de janeiro.

Em Abril deste ano, o Ministério do Fomento apresentou à Comissão Europeia a possibilidade de incluir o requisito de idade máxima dos veículos a serem exigidos daqueles que entram no sector pela primeira vez, por ocasião do novo regulamento de acesso ao setor de transporte rodoviário a ser desenvolvido em conformidade com a decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia emitido em fevereiro passado, que declarou a exigência de frota mínima ilegal até agora na regulamentação espanhola.
Nesse sentido, a FENADISMER propôs ao Ministério de Obras Públicas a conveniência de manter este requisito, uma vez que a manutenção da idade máxima contribui não apenas para a real desestruturação e desorganização do atual tecido empresarial de nosso setor, mas também para a o rejuvenescimento da frota de transportes tem um impacto muito positivo na redução e melhoria das taxas de acidentes rodoviários suportados pelo nosso setor, felizmente muito positivo nos últimos anos, de acordo com os dados da DGT, bem como a contribuição para a melhoria ambiental em termos de redução de emissões, ambos os princípios perseguidos pelas políticas europeias sobre o assunto.

Deve-se ter em mente que a idade média atual da frota de transporte espanhola gera dados altamente preocupantes como resultado da crise econômica que o país sofreu desde 2008, o que se traduziu no fato de que a idade média é quase duas vezes maior que existiam em 2007, especificamente 13 anos para veículos rígidos, 7,5 anos para tratores e 9 anos para veículos leves.
Assim, de acordo com fontes confirmadas pela Comissão Europeia à FENADISMER, este órgão não se opõe à exigência de manter o requisito de idade na regulamentação espanhola de acesso ao setor, uma vez que "não seria contra o direito comunitário", bem como demonstrado durante o tratamento da queixa apresentada pela Comissão Europeia contra a Espanha devido à exigência da frota mínima (3 camiões), uma vez que "a idade dos veículos não é um elemento de infracção iniciado pela Comissão Europeia".

Portanto, uma vez ultrapassado este obstáculo, espera-se que num futuro próximo o Ministério do Fomento torne público o novo projeto de regulação do acesso ao sector dos transportes rodoviários, tanto no transporte de mercadorias como no transporte de passageiros, a ser submetido a procedimento obrigatório de consulta às associações nacionais de transportadores antes de sua aprovação, com entrada em vigor em 1º de janeiro, juntamente com as demais medidas incluídas no projeto de modificação do ROTT cujo processo teve início no ano passado e que não puderam ser aprovados em resultado da decisão do Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias.

Free WordPress Themes, Free Android Games