Greve na Grécia – 30/05/2018
Maio 29, 2018
A Fenadismer e a Fundação Espanhola de Segurança no Trânsito treinarão os motoristas de carrinhas para melhorar sua segurança no trânsito
Maio 29, 2018
Mostrar tudo

Falta de combustível causa filas nos postos, autocarros com frota reduzida e comércio com falta de alimentos.

Os motoristas de veículos pesados param nas estradas do Brasil e afetam a rotina de vários estados. A paralisação iniciou-se na passada segunda feira, a 21 de maio, reúne centenas de milhares de motoristas, já afeta uma série de setores da economia e prevê-se que se mantenha dada indignação destes profissionais.

Ao fim de cinco dias de paralisação que bloqueiam estradas em pelo menos 20 estados do distrito federal, o governo federal e os representantes de camionistas anunciam um acordo com entidades que representam a categoria para suspender os protestos durante 15 dias, em troca de um desconto de 10% sobre o preço do gasóleo durante 30 dias.

No entanto, nem todas as lideranças presentes concordaram e os motoristas decidiram manter a paralisação nacional que afeta uma série de setores da economia. Este manifesto faz-se sentir na produção fabril e no desabastecimento de combustíveis, de alimentos e produtos básicos.

A sucessiva elevação no preço do gasóleo é o principal motivo que leva os camionistas a interromperem o trânsito nas estradas.

 

Portugal não se encontra imune de uma situação semelhante.

O Aumento do combustível põe em causa as empresas de transporte e a sua sustentabilidade e o nosso governo necessite de adquirir novas medidas que não comprometam a viabilidade do nosso sector.

Não deixaremos de comunicar assim que nos chegue informação adicional.

Free WordPress Themes, Free Android Games